O Conselho Federal de Psicologia publicou, recentemente, a edição revisada do documento Saúde do trabalhador no âmbito da saúde pública: referências para atuação da(o) psicóloga(o), lançado pela primeira vez em 2008, quando, de acordo com os autores, “havia um evidente incentivo às políticas públicas na área de saúde naquele momento histórico”.

A edição revisada e lançada agora, em 2019, ressalta que o contexto atual é bem distinto, já que vivemos em um cenário de desconstrução de políticas públicas, onde reformas e mudanças legislativas tendem a alterar profundamente o modo como atuamos e pensamos o mundo do trabalho. Alguns exemplos citados pelo documento: a possibilidade de terceirização irrestrita de atividades dentro de uma empresa; o trabalho intermitente; a “pejotização”; assim como o fim da obrigatoriedade do imposto sindical e outras “inovações”.

saude trabalhador cfp 1

O documento, que é de distribuição gratuita, “apresenta as possibilidades de atuação da Psicologia no âmbito da Saúde do Trabalhador, atentando-se para as relações de poder existentes no mundo do trabalho na contemporaneidade”. Para o CFP (2019), a Saúde do Trabalhador “configura um campo de conhecimentos e de práticas que tem como objetivo o estudo, a análise e a intervenção nas relações entre trabalho e saúde-doença, mediante propostas programáticas desenvolvidas na rede de serviços de saúde pública” (p.21).

saude trabalhador cfp 2Surgindo como uma crítica às posições clássicas da saúde ocupacional e da Medicina do Trabalho, a Saúde do Trabalhador “propõe uma nova forma de compreensão das relações entre trabalho e saúde e novas práticas de atenção à saúde dos trabalhadores e de intervenção nos ambientes de trabalho. Busca-se, sobretudo, compreender a ocorrência dos problemas de saúde à luz das condições e dos contextos de trabalho, tendo em vista que medidas de promoção, prevenção e vigilância deverão ser orientadas para mudar o trabalho” (p.23).

As referências estão distribuídas em quatro eixos: os marcos teóricos e legais; a atuação da(o) psicóloga(o) na saúde do trabalhador; a dimensão ético-política da atuação; e a formação do profissional para atuar nesse campo. O documento conta ainda com um glossário, referências e sugestões de leitura. Recomendamos!

Acesse o documento aqui

Referências

Conselho Federal de Psicologia (Brasil). Saúde do trabalhador no âmbito da saúde pública: referências para atuação da(o) psicóloga(o) [recurso eletrônico] / Conselho Federal de Psicologia. 2. ed. Brasília: CFP, 2019.